A famosa “Carta de Motivação”.

Desde muito nova me identifiquei com as palavras. Falo demais, escrevo demais, e não sou daquelas nem um pouco objetivas. Preciso contar a história dos números, da matemática, para poder lhe dizer que a soma 1+1 vai ser igual a 2.

Mas confesso que, ao se tratar da carta de motivação, parecia que as palavras haviam sumido. Passei quase duas semanas pensando o que escrever, como escrever. Será que isso tá certo? Será que tá errado?

Meu Deus, foi um luta contra as palavras, que pareciam me ganhar. Round 1. Round 2, Round 3. Pesquisei no meu amigo mais fiel Google, mas nada me agradava, e isso quando encontrava.

Parece que as palavras sumiram. A ideia sumiu. Logo eu, formada em Marketing, onde criatividade é algo necessário, para o sucesso, a desgraçada me desaparece.

E era mais ou menos isso que me passava pela cabeça. Noite e noites atormentando meu prazeroso sono. E foi aí, que percebi que estava errando. Sempre aprendi que jamais devemos querer escrever o que achamos certo. Jamais a ideia vem por inteiro, completa e perfeita.

Comece por palavras soltas, por mais que pareçam sem nexo, no final, haverá o encaixe perfeito para todas.  O começo vai parecer difícil, mas depois as ideias vão tomando forma.  Não comece pensando que há uma forma certa de escrever. Não confunda ortografia  correta, com texto certo. O trabalho foi longo e árduo, mas fiquei muito contente com o que escrevi.

Fale a verdade. Exponha o porquê de estudar em Coimbra. Seja sincero, por mais que parece ser puxação de saco. Pense no seu sonho e tudo que lhe move a favor.

Escrever uma carta, de uma lauda (nem mais, nem menos que isso, senão você não será aceito), é bem menos doloroso, do que um Trabalho de Conclusão de Curso, na Faculdade. Coloque seus neurônios para funcionar. Encha sua xícara de café e se tranque no seu mundo. Não deixe que nada lhe atrapalhe neste momento, diria eu, tão importante, para uma parte de sua candidatura no Mestrado.

Vou publicar, aqui, pra vocês, em primeira mão, ou segunda, terceira – não sei quantas pessoas leram, hehe – a tão famosa e problemática Carta de Motivação. Se delicie e que a minha carta, sirva de inspiração para a sua. Como base, para a escrita da carta, encontrei também a da Aluna Patrícia Cozer, como vocês podem ter acesso, no link a seguir. Como achei inspiratório, utilizei do último parágrafo da mesma.

Até Setembro!Imagem

15 thoughts on “A famosa “Carta de Motivação”.

  1. Oi Re. Vou fazer a minha candidatura agora na segunda fase, e confesso que essa carta está me martirizando. Gostei do exemplo da tua carta, aparentemente mais simples do que eu imaginava. Gostaria de saber qual foi a nota atribuída a ela, para eu ter uma ideia de nível. E outra coisa, você acha que quanto mais formal o texto melhor? Ou que um texto com redação mais pessoal vai influenciar?

    Boa viagem!
    Bjs
    Lidy

    • Oi Liddy, tudo bom?
      A nota da minha carta, foi, se eu não me engano de 13 ou 14. Não lembro agora. Eu sei, que na colocação geral, fiquei com quase 14 pontos, em 5ª lugar.
      Em relação a carta, acho que vai depender muito de curso para curso. Por exemplo, a área de direito exige uma carta mais formal, com termos do direito bem empregados. A minha área que é a de Marketing está inserida em um contexto mais dinâmico, que pede, em algumas situações algo um pouco mais criativo, uma leitura mais cativante. Eu levei em consideração algumas cartas que me enviaram, e todas apareciam sempre ser as mais breves possíveis. A única coisa que sempre me alertaram era de deixar bem claro, quantas vezes coubesse no texto, que a minha pretensão em Portugal era apenas estudar, e que este estudo serviria de fase para a minha formação acadêmica no Brasil.
      Um conselho: Fale quantas vezes for preciso que você quer e vai voltar para o Brasil. Por mais repetido que seja. Por causa dessa crise e da falta de emprego, as universidades portugueses estão pegando no pé de estudantes estrangeiros por causa disso.

      A minha opinião em relação a carta é: Seja a pessoa mais verdadeira, não tente enfeitar demais, mas também não deixe tudo muito jogado. Seja breve, mas ao mesmo tempo complete. Explique o porque de Coimbra, o porque deste mestrado. Explique, argumente e demonstre o porque da sua escolha. Como o próprio nome já diz é sua carta de motivação. É ali que você vai deixar o mais claro possível o porque de tudo.

      P.S.: Lembre-se que temos direito a apenas uma lauda, para redigir a carta, então, não se empolgue muito com seu texto. Breve e objetiva. Nada mais que isso.

  2. Pingback: Perguntas e Respostas – Por Lidy | Morando em Coimbra

  3. Renata,

    procurando materiais sobre cartas de motivação cheguei ao seu blog. Achei o seu texto fantástico! Mas, o que me impressionou, realmente, foram algumas coincidências acadêmicas. Sou paraense e cheguei a cursar alguns semestres de Administração com habilitação em Comércio Exterior no Cesupa. Acabei deixando o curso para me dedicar exclusivamente ao curso de Direito, na Unama. E, para além disso, também estou tendo a honra de integrar o corpo decente de um curso de pós-graduação da Universidade de Coimbra – MBA para Executivos, integrado com Mestrado em Gestão. No momento estou no Brasil, mas quem sabe não nós esbarramos qualquer horas dessas por Coimbra! Grande abraço.

    • Olá, Ivo. Tudo bem??
      Nossa, que coincidências! Se estiver por cá, em Coimbra, só avisar. Espero que gostes do curso de MBA para executivos, tenho algumas cadeiras que são ministradas juntos com esta turma🙂 Precisando de qualquer ajuda, estou aqui. Beijos.

  4. Olá, Renata!!
    Estou á procura de exemplos de cartas de motivação, para enviar para minha filha, quando li a sua.
    Estudei em Coimbra(sou portuguesa) e tal como a Renata, sou professora, mas há já quase 30 anos. Realmente Coimbra tem um encanto escondido em cada recanto e como diz o fado “Coimbra tem mais encanto na hora da despedida”…tenho a certeza que se apaixonará por esta cidade e que muitas lágrimas brotarão quando a tiver que deixar. muitos sucessos na sua vida.
    Um abraço
    Maria

  5. Obrigada Renata ! voce me deu uma luz, estou trabalhando na minha carta a semanas e sempre surge a mesma duvida se está certa ou não.

  6. Renata, muito obrigada!
    Minha área é Engenharia de Materiais, nada a ver com Marketing, mas você realmente me deu um norte para escrever.
    Não tinha pensado em nada ainda, mas foi ler o seu post e sua carta que minhas ideias brotaram! Já estou com a carta pronta para enviar à Alemanha.
    Valeu, abraço!😉

  7. Olá, Renata!!
    Estou á procura de exemplos de cartas de motivação para mestrado em educacao de.
    Sou Timorense e tal como a Renata, sou professora de quimica.
    Um abraço
    Ledye

  8. Olá, Renata!

    Também sou de Belém/PA, mas atualmente moro em Campinas/SP.
    Estou almejando o tão sonhado doutorado no Instituto Universitário de Lisboa, e sua carta me ajudou absurdamente, apesar de eu ser da área de Recursos Humanos, ela me deu um norte de como fazer a minha.
    Obrigada por nos ajudar!

    E muita sorte para nós!!

  9. Olá Renata, tudo bem?

    Sei que a Internet é considerada terra de ninguém e que diversos conteúdos estão à nossa disposição inteiramente grátis, mas gostaria que você tivesse deixado bem claro que esta carta de motivação foi apenas modificada e NÃO criada por você – a original foi escrita por mim em 2011, quando ingressei em Coimbra. Recebo avisos semanais dos acessos ao documento que criei e está disponível até hoje (conforme você pode conferir aqui: http://pt.slideshare.net/paty_m/carta-de-motivao-patrcia-cozer), e qual não foi minha surpresa ao ver que nem mesmo o último parágrafo tu foi capaz de alterar. Caso não saiba, isto é considerado plágio e sugiro que você edite este post e cite a referência (meu nome ou o site de onde a copiou), pois, do contrário, teremos problemas. Eu mantinha um blog sobre Coimbra, hoje não está mais aberto ao público, mas ainda assim, tenho como provar com data de publicação que o que você fez foi simplesmente cópia barata.

    Fico contente, por um lado, que minha carta te tenha servido de inspiração e ajudado a realizar seu sonho de estudar em Coimbra. Mas custava mudar as palavras de lugar? Ou, melhor, procurar por sinônimos?

    Obrigada pela compreensão, e espero que perceba o quão séria é a questão de autoria. Aguardo retorno.

  10. Obrigada pela compreensão e edição do post – ainda que tardia, já é melhor que nada. Agora só falta a resposta da Universidade de Coimbra. Bons estudos Renata e Feliz 2015.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s