Visto de Estudante ou SEF (Serviço de Estrageiros e Fronteiras)? Parte 1

Acredito que essa é a sempre a primeira pergunta, que TODOS devem ser fazer, ao saber quem vão estudar fora.

Todas as pessoas que eu converso, dizem para eu ir como turista para Portugal e tirar lá, o meu visto de residência, já que, mesmo obtendo o visto de estudante no Brasil, você também deve tirar o visto do SEF.

Eu optei por tirar o visto aqui e lá. Afinal, melhor se prevenir. Se qualquer coisa der errado, tem um plano B.

De fato, ao começar a pesquisar sobre os vistos, a burocracia é um tanto quanto complicada, mas depois acostumada. Como disse, anteriormente, moro em Belém, e aqui, na minha cidade tem o Vice Consulado Português, o que facilita a minha vida. Já que não precisarei viajar para realizar entrevista ou qualquer coisa do tipo.

De acordo com o Vice Consulado, os documentos necessários para o visto de estudante são esses:

1. Formulário de pedido de visto a preencher on-line: (item 25: preencher com “90 dias”)
2. 2 fotos 3×4 a cores com fundo liso, actualizadas e com boas condições de identificação
do requerente;
3. Passaporte original, com validade superior a 3 meses após o fim da validade do visto;
4. Fotocópia autenticada das folhas de identificação e usadas do passaporte, mais fotocópia
simples das folhas em branco.
5. Fotocópia autenticada da carteira de identidade e CPF (RG, se for brasileiro, ou RNE, se
for estrangeiro. A validade do RNE deve ser superior, em 60 dias, ao fim do período de
residência previsto);
6. Certidão de Antecedentes Criminais, com menos de 90 dias, emitida pela Polícia Federal,
com a assinatura do escrivão reconhecida em Cartório (documento dispensado para
estadas inferiores a 90 dias);
7. Atestado Médico, emitido há menos de 90 dias, por órgão oficial, atestando que não é
portador de doença infecto-contagiosa. A assinatura do médico deve ser reconhecida em
Cartório notarial (documento dispensado para estadas inferiores a 90 dias);
8. Seguro Saúde Internacional Privado, ou PB-4, caso seja beneficiário do INSS, cobrindo o
período de duração da residência em Portugal;
9. Diploma ou Declaração do estabelecimento de ensino brasileiro, atestando o Grau de
escolaridade;
10. Autorização para que possa ser feita busca no Registo Criminal português;
11. Prova de meios de subsistência: deve apresentar garantia de recursos suficientes para a
sua subsistência durante o período de residência em Portugal;
12. Declaração de ciente de que necessita de visto para viajar;
13. Fotocópia do comprovante de residência no Brasil;
14. Se tiver filhos, enviar fotocópias autenticadas das certidões de nascimento;
15. Se casado(a), enviar fotocópia autenticada da certidão de casamento.

No meu caso, o visto de estudante vai demorar em torno de 2 meses, podendo até ser menos. E deve-se pagar uma taxa que corresponde ao valor de R$ 397,00.

Dica: Caso você tenha direito a tirar a Dupla Nacionalidade, faça isso o quanto antes. O processo é demorado e caro. E de preferência, faça antes dos 16 anos, porque é mais barato ainda.

Já era para eu ter tirado a minha, mas antes, minha mãe precisa regualizar o Estado Cívil dela e isso DEMORA MUITO!

2 thoughts on “Visto de Estudante ou SEF (Serviço de Estrageiros e Fronteiras)? Parte 1

  1. Pingback: Visto de Estudante ou SEF (Serviço de Estrangeiro e Fronteiras) Parte 2 | Morando em Coimbra

  2. Pingback: E haja burocracia (…) | Morando em Coimbra

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s